(62) 9 9181-1636 ou (62) 9 8221-4030
Ver whatsapp
(62) 3091-2512
Ver telefone

Banheiro Acessível – Diretrizes de projeto e execução para Banheiros com Acessibilidade

Por
Solução em Banheiro Acessível 23, agosto 2017
post-solução-em-banheiro-acessível

Barra de Apoio Reta em Inox
Barra de Apoio lateral Fixa
Barra de Apoio Lavatório
Barra de Apoio Articulável com coluna
Barra de Apoio para Deficiente Visual
Barra de Apoio em L
Banco Articulado para Banho
Assentos elevados
Alarmes PCD – Alarme Audiovisual sem fio (Wireless) p/ Banheiro PNE

A maioria das pessoas tem dúvidas sobre as medidas e disposição de um projeto de Banheiro Acessível. Para tanto a Norma NBR 9050 estabelece critérios e parâmetros técnicos a serem observados quanto ao projeto, construção, instalação e adaptação, dando as condições necessárias à acessibilidade. Entre outras coisas a Norma esclarece sobre as barras de apoio, deixando claro que são para atender às necessidades do usuário e não somente ao cumprimento da lei. E que as barras de apoio devem suportar a resistência de uso por pessoas com deficiência física e idosos.

Ainda de acordo com as Normas da ABNT, o banheiro acessível necessita atender às diferentes características das pessoas que vão utilizá-lo, de uma forma segura e independente. O termo que define um projeto que atenda ao maior número de pessoas possíveis é o Desenho Universal, e requer considerar as habilidades ou dificuldades de utilização de um espaço pelas pessoas ao longo de toda a vida.

No projeto, levando em conta o Desenho Universal, deve-se observar que o usuário portador de deficiência não consegue, na maioria das vezes, entrar no ambiente em que estejam localizados assento sanitário e pias devido a dimensões inadequadas, portas com vão estreitos e peças e metais sanitários dispostos de uma forma inacessível para uma pessoa com mobilidade reduzida.

Pesquisas apontam que apesar dos avanços em termos de normas, legislação e leis, o atendimento aos requisitos básicos de acessibilidade ou do Desenho Universal está longe de ser o ideal, sendo que há casos em que se verifica interpretação errada da NBR 9050, resultando em projetos, quase sempre, oferecendo mais barreiras que acessos.
Detalhes que muitas vezes não são percebidos por pessoas sem problemas de locomoção, se tornam problemas para aqueles que utilizam bengala, cadeira de rodas ou alguma prótese.

Muitas coisas acontecem não por desrespeito às pessoas com dificuldades de locomoção, mas por falta de detalhamento no projeto e critérios de execução, e um exemplo é imaginar uma pessoa sentada em um vaso sanitário e sem condições de levantar-se para acessar o local onde está situado o papel higiênico.

Outro item de relevância é que, ao se projetar um banheiro acessível, é necessário levar em consideração a parte externa do mesmo para que a pessoa com deficiência consiga chegar até o local. De nada adianta ter um banheiro acessível com todos os itens projetados e instalados adequadamente, se o usuário não consegue chegar. Exemplo é a falta de sinalização, rampas de acesso e elevador. Por outro lado existe a falta de entendimento sobre os diversos tipos de deficiência.

Um deficiente visual às vezes é tratado como um cadeirante, onde a sinalização o leva para uma rampa, sendo que poderia utilizar uma escada. Cadeirante precisa de rampa, mas deficiente visual ou pessoal com baixa visão, pode utilizar uma escada devidamente sinalizada e mais próxima ao seu destino. E nesse caso o banheiro de deficientes visuais também não precisa necessariamente ser um banheiro acessível.

Há casos em que a obra está pronta e é preciso de adequações, mas o planejamento prévio para execução da obra de acessibilidade devem ser respeitados. Coisas que talvez passam desapercebidas, devem receber atenção especial, como no caso em que o projeto preveja paredes de gesso acartonado é necessário deixar reforços internos, nos locais onde serão fixadas barras de apoio e barras de transferência, para suportar o peso de uma pessoa.

Outros itens que devem ser previstos e instalados adequadamente são os alarmes PCD, banco articulado para banho, bem como exata localização e altura dos pontos hidráulicos e elétricos, ou seja, tomadas e torneiras.
Mais que um clamor da lei, há um chamado para que possamos viver e conviver em harmonia, diante das nossas limitações físicas e culturais. É preciso sermos a mudança que queremos no mundo, principalmente no que diz respeito à acessibilidade. Deixe seu banheiro acessível com os produtos da Solução Acessível, empresa especialista em acessibilidade.

CHAT

Coloque seus dados para entrar em contato

Próximo