Braille – inclusão e acessibilidade

Por
AcessibilidadeNormas, Decretos e LeisSolução em Braille 16, agosto 2017
post-solução-em-braille

- Cardápio e impressos em Braille
- Placas para identificação em andares, para elevadores e corrimão
- Placas para identificação de ambiente

- Placas para interruptores

- Mapa Tátil
- Pedestais

- Outros

 

Segundo a NBR 9050, e mais recentemente a NBR 16537, reconhecida como a Lei da Acessibilidade, está disposto resumidamente que os edifícios tanto de uso privado quanto de uso público deverão proporcionar alterações que facilitem o acesso das pessoas portadoras de deficiência física ou mobilidade reduzida, indiferente de qual seja esta deficiência (visual, locomotora, auditiva etc).

Em outros termos, significa dizer que todas as edificações, em todas as cidades brasileiras, sem exceção, deverão adaptar-se de forma a proporcionar o que a Lei em si estabelece. Existem diversos exemplos, de Órgãos Públicos que em todo o Brasil modificaram suas edificações de forma a proporcionar as condições mínimas necessárias para que estas pessoas tenham certo conforto ao acessar e utilizar suas dependências e serviços.

No mundo moderno buscamos soluções universais, notadamente quando se trata de inclusão e acessibilidade. O Braille, inventado no século dezenove, por Luís Braille, a despeito de toda tecnologia ainda se constitui como ferramenta importante para que, cada vez mais, pessoas e instituições tomem consciência da realidade e dos novos caminhos que surgem, a fim de que possamos ter uma educação cada vez mais inclusiva, abrindo as portas do mundo para pessoas com diversos tipos e graus de dificuldades e habilidades.

O Braille é composto de 63 sinais formados por pontos, a partir de um conjunto matricial idêntico a uma sena de dominó. Com o Braille representam-se os alfabetos latino, grego, hebraico, cirílico e outros, bem como os alfabetos e outros processos de escrita das línguas orientais; escreve-se o texto vocabular, tanto no modo integral como no estenográfico, a matemática, a geometria, a química, a fonética, a informática, a música etc.

Não somente pela força da lei, mas pela consciência adquirida de forma gradual e abrangente, há uma grande motivação pela inclusão social universal em todos os níveis, notadamente pela mobilidade urbana. E o Braille se tornou ferramenta de suma importância para que as transformações ocorram com velocidade apreciável.
No Brasil, os avanços estão ocorrendo graças ao conjunto de soluções apresentadas por meio de instrumentos como o Braille, piso tátil, placas, sinalizadores etc, e notadamente esforços dos pesquisadores brasileiros e pessoas que elaboram as leis e decretos.

Também em meio a esses fatores, surgem empresas especialistas em acessibilidade, como a Solução Acessível, que tem em sua temática operacional a máxima de que “mais que lei, a acessibilidade é uma questão cultural”, e assim trabalha sabendo que acessibilidade significa bem mais do que poder atingir um lugar desejado. É necessário também, que o local permita ao usuário compreender sua função, sua organização e relações espaciais, assim como participar das atividades que ali ocorrem. E todas essas ações devem ser realizadas com segurança, conforto e independência.

Para a Solução Acessível, a acessibilidade espacial significa bem mais do que poder atingir um lugar desejado. É também necessário que o local permita ao usuário compreender sua função, sua organização e relações espaciais, assim como participar das atividades que ali ocorrem. Todas essas ações devem ser realizadas com segurança, conforto e independência.

Fazendo a ligação com essa consciência, o Braille é importante mecanismo para a independência e até mesmo para o lazer, fatores relevantes para a autoestima. Entrar sozinha em um elevador, encontrar a marca, a fragrância ou o sabor de seus produtos preferidos nas gôndolas dos supermercados, ler com tranquilidade os cardápios nos restaurantes, ingerir ou administrar um medicamento com segurança, consultar com privacidade faturas ou contas de consumo são atividades que muitos cegos desempenham graças ao método.

Resolver palavras cruzadas, caça-palavras, enigmas e outros passatempos, jogar cartas com outras pessoas com deficiência visual ou mesmo com videntes, identificar as etapas de jogos de tabuleiros são algumas das distrações que só a técnica é capaz de proporcionar. Como forma de propaganda e marketing, é cada vez mais comum vermos pontos braille estampados em joias, objetos de adorno, lado a lado com textos e escritas da forma convencional em tinta.

Por outro lado, é bom lembrar que boa parte das pessoas adquirem a deficiência visual no decorrer da vida e nem todos estudaram o Método Braille, por isso as placas e o relevo têm que estar rigorosamente dentro da norma, para que o aprendizado seja eficiente e a leitura descomplicada.

A Solução Acessível, empresa especialista em acessibilidade, tem a plena convicção que não devemos permitir que o Braille se torne um objeto de vitrine, que muitos podem olhar, mas poucos podem tocar e nem ser apenas uma imposição de Lei. Devemos lutar para que ele continue sendo uma ferramenta indispensável para a verdadeira educação de crianças e jovens com deficiência visual e para a satisfação de todos os que valorizam a autonomia, a independência e a cidadania.

AS PLACAS E O RELEVO TEM QUE ESTAR DENTRO DA NORMA. GRANDE PARTE DOS DEFICIENTES ADQUIREM ESTA DEFICIENCIA NO DECORRER DA VIDA E NEM TODOS ESTUDARAM O BRAILLE. POREM CONSEGUEM FAZER A LEITURA DA PLACA DESDE QUE AS MESMAS ESTEJAM COM O RELEVO CORRETO PREVISTO NA NORMA.

Os produtos apresentados aqui, são essenciais para compor um ambiente devidamente sinalizado, de acordo com as normas da ABNT.Esperamos que as explicações aqui apresentadas possam ajudar você a compor um ambiente devidamente sinalizado, de acordo com as normas da ABNT. Não deixe para depois a aquisição dos mesmos. Volte agora ao site PARA ADQUIRIR OS PRODUTOS, CLICANDO AQUI!

Estamos de Recesso no Período de 21/12 a 02/01/2019